sexta-feira, 22 de maio de 2009

PEÇA PARA O DIA DO PASTOR

DIA DO PASTOR

Adolescente na dúvida sobre seu futuro profissional. 
Pensa em ser pastor, imagina tranquilidade, folga, viagens... 
As viagens se confirmam, mas em meio a muitos compromissos.

PERSONAGENS:
Pastor (PAST)
Amigo do Pastor (AMIG)
Esposa (ESPO)
Filha (FILH)
Socorro (SOCO)
Diácono (DIAC)
Maria das Dores (MARI)Cristina (CRIS)
Membro do Louvor (LOUV)
Missionário Cezar (MISS)

VERSÃO 1.0.0

PARTE I

 

CENA 1

 

(entram em cena dois adolescentes crentes conversando)

 

PAST: Está na hora de decidir o que fazer nesta vida.

 

AMIG: É verdade! Já pensou no que quer fazer?

 

PAST: Não tenho certeza. Pensei em ser médico, pois ganharia bem, seria conhecido como “Doutor”...

 

AMIG: Não sei não... Acho que eu não daria certo fazendo medicina. Não posso ver sangue. Além do mais são muitos anos de faculdade, depois ainda tem residência...

 

PAST: É verdade! Pensando bem não vou fazer medicina. O problema nem é ver sangue, mas o tempo de faculdade. Quero algo prático, simples e eficaz. Sem esquentar muito a cabeça.

 

AMIG: Já pensou em direito? Tenho um tio que é advogado. Fala bonito, só anda elegante...

 

PAST: De jeito nenhum. Você já viu a quantidade de lei que tem que decorar? É artigo pra cá, emenda pra lá. To fora! Prefiro área de exatas. Não tem que decorar nada, é só raciocinar. Fazer conta todo mundo sabe. Não deve ser muito diferente, afinal matemática é matemática.

 

AMIG: Você é que pensa. Esqueceu da Física? Velocidade é igual a distância sobre tempo, tempo é igual a distância sobre velocidade, distância é igual a velocidade vezes tempo... (fala rapidamente muitas fórmulas)

 

PAST: Chega! Misericórdia! Deus tenha piedade de mim. Ah, Jesus, me ajuda!

(Surpreso)

Quem sabe não poderia ser pastor?!

 

AMIG: Pastor? Porque está mudança tão brusca?

 

 

 

PAST: Pensa bem! Ser pastor deve ser tudo de bom. É muito tranqüilo! Minha tarefa seria estudar a bíblia boa parte do dia. Montar uma palavrinha para os cultos no final de semana. Fazer uma oraçãozinha quando alguém pedir. E o melhor, sobraria muito tempo para eu fazer outras coisas que gosto.

 

AMIG: Será que é tão simples assim? Sempre ouvi dizer que ser pastor é um dom concedido por Deus e que não era pra qualquer um.

 

PAST: É simples sim! E outra, sendo pastor poderei ainda viajar por todo o país e até por diversos países para pregar em outras igrejas. Como já estarei nesses lugares aproveitarei para fazer um turismo. Já até imagino minha agenda: dia 5, Igreja Cristã de New York; dia 8, Igreja Pentecostal de Veneza; dia 9, Paris; dia 15, ...

 

(Personagens começam a sair de cena)

 

AMIG: (desconfiado)

Não sei, não! Tenho uma leve impressão de que... Ah, deixa pra lá...

 

(Saem de cena conversando)

 

 

PARTE II

 

CENA 2

 

(Transição do pastor adolescente para pastor adulto)

 

CENA 3

 

(Pastor entra falando ao celular, aconselhando uma irmã. Esposa entra se arrumando)

 

PAST: Sei... Sei... Sei que está sendo difícil esta situação, irmã... Não, não desanima não, pois Deus é contigo, não se esqueça disso... Entendo, mas temos que ficar firmes no Senhor, pois no tempo certo Ele dá a vitória.

 

(Telefone fixo toca)

 

ESPO: Querido, telefone pra você. Acho que é alguém da igreja

 

PAST:(Ainda ao celular) Isso mesmo irmã. Tenha fé que Deus dá a vitória! E Ele não se atrasará... Eu que agradeço por ter ligado pra mim... Um abraço! (desliga o celular)

 

ESPO: Telefone pra você, querido! Acho que é a Cristina da igreja. (Falando baixo para ele) Já está na hora de sairmos.

 

PAST: Alô!

 

(Filhinha começa a pedir atenção pro pastor)

 

PAST: Sei... Sei... Bom o missionário estar aqui... Exatamente, já combino com ele as viagens que terei que fazer...

 

(Desliga o telefone)

 

ESPO: Vamos, querido! Senão vamos nos atrasar!

 

(Telefone toca novamente)

 

PAST: Alô... Você, novamente?... Esqueceu de avisar sobre as contas da igreja?... Faz o seguinte: chegando aí conversaremos sobre isso. (Desliga o telefone)

 

(Filhinha continua pedindo atenção pro pastor)

 

PAST: Cadê a futura pastorazinha do papai?

 

(Pastor brinca com a filhinha, esposa olha sorridente e conversam alegremente)

 

ESPO: Vou ter que interromper a brincadeira dos dois, pois temos que ir agora... Amor, você poderia tirar um dia para levar nossa televisão que está com defeito para consertar, afinal você é o homem forte deste relacionamento. E além do mais, é um excelente marido! Brincadeirinha, quando você puder você leva, ta bom?

 

PAST: Tenho escolha?

 

ESPO: Acho que não! Hehe! Agora vamos, senão atrasaremos!

 

PAST: Tudo bem! Já estou indo!

 

(Esposa sai de cena com filhinha)

 

 

CENA 4

PAST: Ah, meu Deus! Que correria é a minha vida! E que prazer é viver para o Senhor. E eu, que um dia pensei que ser pastor seria de certa forma até monótono, nunca imaginaria que mesmo com tantas atividades seria uma atribuição tão prazerosa. Obrigado, Deus meu, por me conceder esta oportunidade de ser um pastor. Oro para que o Senhor me capacite a cuidar das Tuas ovelhas que estão em minhas mãos e para que o Senhor renove as minhas forças a cada manhã. Cuide da minha família, da minha esposa, da minha filha, dos meus parentes mais distantes, de todos. Que sejamos cada vez mais unidos e que eles possam andar sempre pelos Teus caminhos. Oro também por cada membro da igreja. Que o Senhor possa aquecer aqueles que estão frios na fé e possa esquentar mais ainda aqueles que já estão incendiados. Cuida da irmã Maria, da irmã Clotilde, do irmão Silvio, do irmão José, do Carlinhos, da Vivian, e de todos que não citei o nome aqui, mas que o Senhor sabe. Oro pelos missionários no campo para que o Senhor possa suprir a necessidade de cada um. Oro também pelos ministérios de nossa querida igreja, por cada reunião, por detalhe por menor que pareça. Que o Senhor me abençoe no culto de hoje e que as Tuas palavras estejam na minha boca. Amém.

 

(Pastor sai de cena)

 

CENA 5

 

DIAC: Gente, cadê o Pastor?

 

CRIS: Não sei. Estou precisando falar com ele!

 

DIAC: (Olhando pela porta da igreja) Ai, meu Deus!

 

(Pastor aparece no fundo, caminha e é abordado por uma irmã no caminho da igreja)

 

SOCO: Pastor, glória a Deus que te encontrei por aqui! Estou desesperada. Parece que Deus se esqueceu de mim! Todas as portas estão se fechando! Pastor, o que é que eu faço? Ore por mim!

 

 

PAST: Calma, minha irmã! Deus é contigo! Às vezes pensamos que Ele não está nos vendo, mas tenha certeza de que Ele te vê e te ama muito. Algumas portas são fechadas, mas Deus faz tudo para o nosso bem. Vamos orar: Senhor Deus, coloco diante de Ti a vida desta minha irmã... (prossegue oração)

 

SOCO: Muito obrigada, Pastor! Ajudou-me muito! O senhor está indo pra igreja?

 

PAST: Estou sim! Você não vai hoje? Vamos comigo!

 

 

CENA 6

 

(Pastor chega à igreja)

 

 

DIAC: Ufa, Pastor! Ainda bem que você chegou. Vamos logo começar o culto!

 

MARI: Pastor, que bom que o senhor chegou! O Júnior estava jogando bola e quebrou a perna! Ora por ele!

 

PAST: Mas é claro, Maria das Dores! Vamos orar por ele sim. Ele está b...

 

CRIS: Pastor, Pastor! Quero falar com você sobre algumas coisas!

 

PAST: Sim! Fale, Cristina!

 

DIAC: Pastor, o culto!

 

CRIS: Tem um monte de contas da igreja vencendo esta semana.

 

PAST: Sei, sei! Mostre-me quais...

 

(Cristina mostra os papéis quando é interrompido)

 

LOUV: Com licencinha, Cristina. Rapidinho... Pastor, estamos preparando um louvor para o culto e queríamos saber o que o senhor acha! Dá pra vir aqui por um instante?

 

PAST: Posso sim! Aguarde só um minutinho, pode ser?

 

DIAC: Pastor, o culto!

 

MARI: Aproveitando o embalo dá pra orar por mim também? Estou com uma dor de cabeça desde acordei.

 

PAST: Certamente, Maria das Dores! Já vamos orar sim... Cristina deixa estas contas comigo que providenciarei o pagamento.

 

(Em foco na cena Cristina, Pastor e Missionário)

 

CRIS: Tudo bem, Pastor. Só pra te lembrar o Missionário Cezar está aí. Quer ver contigo sobre as suas viagens.

 

PAST: Já está tudo marcado, Cristina?

 

CRIS: Acho que sim. Ele está com a relação das cidades que vocês irão.

 

(Cristina se retira do foco da cena)

 

MISS: Olá, Pastor! Tudo bem contigo?

 

PAST: Meu amigo, Cezar! Claro que sim!

 

MISS: Animado pra nossa viagem missionária?

 

PAST: Claro? Você está com a relação aí?

 

MISS: Estou sim. Olha aqui como ficou nossa “turnê”...

 

PAST: (Lendo a agenda) Dia 13, Nova Iorque... Dia 15, Miami...

 

MISS: Como é que é? (Confere na agenda) Na verdade é em Noloiuque e Malacaní, aquelas tribos da Amazônia. Tribo Noloiuque e tribo Malacaní. Lembra da Noloiuque?

 

PAST: Aquela que fomos no ano passado? Que não tem luz, nem telefone e fica bem isolada no meio da mata?

 

MISS: Esta mesmo! Conhecida como “O fim”.

 

PAST: Sei, sei. Lembro-me bem de lá. (continua olhando a agenda) Dia 20, tribo Iacuré, onde é essa tribo?

 

MISS: Iacuré? Vamos lá pela primeira vez. Fica depois da tribo Noloiuque pra dentro da selva! É conhecida como “O fim do fim”.

 

PAST: Depois daquela perseguição no Timor Leste, não me preocupo mais.

 

MISS: É verdade, Pastor!

 

PAST: É Jesus! É só por amor de Ti mesmo, oh Pai!

 

(Diácono chega com a esposa do pastor)

 

DIAC: Fala com ele.

 

ESPO: Meu bem, vamos que já está na hora!

 

CENA 7

 

(Realização do culto)

 

 

 

CENA 8

 

(Diálogo entre pastor e amigo e finalização)

 

Peça retirada do site LOUVARTE

Nenhum comentário:

Postar um comentário